Rating for renerbrito.blogspot.com

Frase do Dia.


A resposta de Deus pode não ser a que você quer, mas é a necessária para sua felicidade.

Autor: Rener Brito.

junho 09, 2010

Ódio

Muitos tem se deixado consumir por ele sem perceber o mal que o estar acometendo.
Posso dizer que o ódio é como a paixão – um apaixonado é alguém que pensa estar “amando”, ou seja, fazendo alguém feliz. 
Assim é o que estar odiando, ele pensar estar fazendo alguém infeliz.
O que é consumido pelo crack da paixão, ver na desgraça de sua relação um relacionamento com outrem.
O consumido pelo câncer do ódio, ver em sua dor o sofrimento do outrem, sem perceber que o único a sofre é ele mesmo.

Relacione-se por meio da lucidez do amor e não pela embriaguez da paixão.
Seja curado do câncer do ódio pela eficácia do amor de Cristo e goze de saúde e paz interior.

Rener

2 comentários:

LUmeNA disse...

O ódio é como a paixão, a irradiação do ódio é portadora de carga destrutiva, o ódio extravasa todo o conteúdo de paixões mesquinhas, é o lixo do inconsciente.

Para gozar de saúde e paz interior, Jesus dá-nos como exemplo, um ensinamento sobre a vida, que são as aves e as plantas. As aves do céu para se alimentarem precisam voar e procurar o seu alimento, elas não ficam empoleiradas o dia inteiro nas árvores, à espera que o alimento caia sobre elas. Com as plantas, elas extraem o seu alimento do solo, através das raízes. Então, vamos entender que o homem deve "arar" a sua terra, plantar a semente, colher o seu alimento.
Com isto, Jesus estava a transmitir que não devemos ficar acomodados com os nosso sentimentos que não nos levam a lado nehum. Jesus estava a fazer uma abordagem muito mais ampla à nossa vida, muito mais abrangente, no que está relacionado com os sentimentos, ter lucidez através do amor, através da eficácia do amor de Cristo, e essa vontade de Cristo nos diz que os seus pensamentos sobre nós são pensamentos de paz interior.

Abraços,
Lumena

Rener Brito disse...

E esta paz de Deus é uma paz que temos quando paz nenhuma há.
Valeu pela contribuição LUmeNA.

Abraços

Rener.