Rating for renerbrito.blogspot.com

Frase do Dia.


A resposta de Deus pode não ser a que você quer, mas é a necessária para sua felicidade.

Autor: Rener Brito.

outubro 08, 2010

O Amor é um sentimeto?!

O dicionário define o sentimento como a aptidão para receber impressão, ou seja, a Influência que uma coisa exterior exerce na alma e no organismo de alguém.

Resumindo, você sempre reage ao sentimento de alguém pelo condicionamento da reciprocidade – se alguém sente raiva de você, você sentira raiva dele; se alguém gosta de você, você gostará dele; se uma pessoa lhe falar algo de alguém – dependendo do sentimento que ela sinta, se é bom ou ruim –, você sentirá também o mesmo. Por isso muitos dizem ao ouvir algo de alguém: “nem o conheço, e já não gosto ou gosto dele”.

Se o sentimento é apenas uma reação recíproca à uma impressão por meio de uma influência de algo exterior, o que dizer do AMOR?! E se o amor é um sentimento, por que ele reage sem a reciprocidade da impressão exterior do mal, pagando o mal com o bem? Logo posso afirma que o AMOR nada tem haver com sentimentos, mas com o ser – não de ter AMOR, mas ser AMOR.

É muito interessante a colocação de 1João quando afirma que Deus é AMOR.

Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. (1João 4:8)

Se Deus é o AMOR, e o homem foi feito sua imagem e semelhança, concluo que o AMOR é o estado original e real do ser do homem, e não um sentir do homem.

Claro que eu estou falando do homem no seu estado adâmico, quando ele era um só com Deus – estado que o homem pode de novo encontrar por meio de Cristo.

Rener Brito

5 comentários:

LUmeNA disse...

O Amor não é um sentimento, é uma Vontade que enxerga a pureza.
Descobrimos o Amor quando sentimos a essência do nosso silêncio.

Abraços,
Lumena

Reflexões disse...

Minha amiga eu estou sem net em casa e não sei até quando vou ficar, por isso a demora em lhe responder.

O amor não é uma vontade – a vontade é um desejo do vim a ser, e o amor é.
Claro que para o homem no seu estado caído à vontade vem ao se deparar com mensagem da cruz que por sua vez faz ecoar a voz do Espírito Santo de Deus no âmago da alma humana e com isto o novo nascimento.

Abraços

Rener Brito

LUmeNA disse...

Amigo Rener,

O Amor é uma Vontade que enxerga pureza. Com isto quis dizer que, o amor é uma evidência, uma acção. Claro que, tudo o que decidimos fazer não exclui os sentimentos e as emoções. A diferença é de que, no verdadeiro amor não agimos por sentimentos, mas pelo facto de acreditarmos.
A Bíblia nos fala que: "o amor é mais do que a fé, e maior que a esperança é o eterno dom de Deus". Aprendemos isto com o Mestre Jesus Cristo, Ele era Deus, mas acima de tudo humano. Se o amor fosse um simples sentimento, como se explica que Jesus Cristo dissesse: "ame o seu próximo", então decidamos amar que as emoções e os sentimentos serão completamente diferentes.
O amor como uma Vontade, como uma acção deve ser movida pelo amor profundo, verdadeiro e incondicional. Não como uma mera circunstância.

Abraços,
Lumena

PSICO? LÓGICO! disse...

Olá!!!

Desculpe minhas ausências...
Mas espero agora recomeçar e para isso te convido para participar da comemoração de dois anos do meu blog!!! Apareça por lá e concorra a um livro!!!

Enorme abraço.
http://psicologico-al.blogspot.com/2010/10/ano-ii-blogagem-coletiva-e-convidadas_4669.html

Reflexões disse...

Perdoe-me minha amiga outra vez a demora em lhe responder, mas creio ter resolvido o problema com a minha net.

Minha irmã eu agora estou entendo sua colocação com referencia a “vontade”
Mas ao falar que “O amor é uma vontade” se subentende que o amor é um sentimento e a abstrato, algo que faz parte do mundo dos desejos campo das idéias.

Na realidade se eu digo que o amor é factual, logo afirmo que ele é uma ação uma evidência, verdadeira, algo que já excedeu a vontade do mundo dos desejos campo das idéias e do estado abstrato.

A obrigado amiga por sua participação.

Rener Brito