Rating for renerbrito.blogspot.com

Frase do Dia.


A resposta de Deus pode não ser a que você quer, mas é a necessária para sua felicidade.

Autor: Rener Brito.

janeiro 14, 2010

Decepcionei-me com Deus


     
Estas são as palavras que muitos dizem ao assistir reportagens sobre catástrofes, estupros e assassinatos. Perguntam “Onde está Deus que não impede isto?”. Antes de responder esta pergunta gostaria de dizer que para o homem, em sua existência, só há três culpados para seus males existenciais: Deus, o diabo e o seu próximo.
Pergunto eu: quem está destruindo a camada de ozônio e o meio ambiente, que desencadeia as catástrofes, Deus ou o homem? Quem comete os estupros e os assassinatos, Deus ou o homem? Creio que a resposta das duas perguntas seja o homem.
O que podemos perceber é que o homem, para que não seja consumido pelo sentimento de culpa, insiste em transferir para Deus a responsabilidade dos seus males existenciais. Como um viciado, insiste em negar sua doença, prolongando-a, muitas vezes situações reversíveis ou até a morte.
Onde Deus está?
No coração cheio de amor daqueles que estão lutando para conscientizar os homens de que a culpa de todos os seus males existenciais é sua, posto que só consciente da sua culpa o homem buscará suas próprias soluções, provocando grandes ou pequenas mudanças, que, em suma, serão muito importantes para a vida em si.

Rener

2 comentários:

Lumenamena disse...

As catástrofes, assassinatos, estupros, guerras e todos os outros males são provocados pelo homem.
Na verdade o homem pela ganância torna-se agressivo, extraem petróleo no fundo do mar, matam as florestas e atacam os eco-sistemas, contribuem para o aumento do aquecimento global. Por sua vez a natureza reage provocando furacões, maremotos, deixando rasto de destruição.
O homem, só o homem tem culpa.

Um Abraço,
Lumena

Rener Brito disse...

Só alguém responsável e existencialmente autoconsciente é que realmente percebe o verdadeiro culpado deste caos, o homem.

Obrigado por sua participação.
Um forte abraço lumenamena.