Rating for renerbrito.blogspot.com

Frase do Dia.


A resposta de Deus pode não ser a que você quer, mas é a necessária para sua felicidade.

Autor: Rener Brito.

janeiro 22, 2010

Nietzsche no Ceu?


Friedrich Nietzsche nasceu numa família luterana em 1844, sendo destinado a ser pastor como seu pai, que morreu jovem em 1849 aos 55 anos, junto com seu avô (também pastor luterano). Entretanto, Nietzsche rejeita a fé durante sua adolescência, e os seus estudos de filologia o afastam da teologia.

O que realmente poderia ter afastado Nietzsche do seu desejo de seguir os mesmos passos de seu pai e a avô, que eram pastores? Creio que o mesmo que aconteceu com Mahatma Gandhi e outros - perceberam que o “Deus e o Cristo” do cristianismo não são o Deus e o Cristo de amor e paz que a Bíblia apresenta.

Creio também na possibilidade que Caio Fabio e Ruben Alves têm em esperar ver Nietzsche ao lado de Deus, Apóstolos e Patriarca na grande ceia.

Você pode estar se perguntando: por que crer na possibilidade de ver junto a Deus um homem que matou Deus em seu coração? Mas como poderia Nietzsche matar um “Deus” que já nasceu morto, o “Deus” da religião?

Creio como Nietzsche, que realmente só matando o “Deus” da religião dentro de si (...) é que verdadeiramente perderemos o pânico da morte e conseqüentemente o medo da vida.

 A Oração ao Deus Desconhecido de Friedrich Niezsche.

(Tradução: Leonardo Boff)

Antes de prosseguir em meu caminho e lançar o meu olhar para frente uma vez mais, elevo, só, minhas mãos a Ti na direção de quem eu fujo.

A Ti, das profundezas de meu coração, tenho dedicado altares festivos para que, em cada momento, Tua voz me pudesse chamar.

Sobre esses altares estão gravadas em fogo estas palavras:

"Ao Deus desconhecido”.

Seu, sou eu, embora até  o presente tenha me associado aos sacrílegos.

Seu, sou eu, não obstante os laços que me puxam para o abismo.

Mesmo querendo fugir, sinto-me forçado a servi-lo.

Eu quero Te conhecer, desconhecido.

Tu, que me penetras a alma e, qual turbilhão, invades a minha vida.

Tu, o incompreensível, mas meu semelhante, quero Te conhecer, quero servir só a Ti.

[Friedrich Nietzsche]


Rener Brito

8 comentários:

Essência e Palavras disse...

Amo ler Nietzsche.
Incondicionalmente, mesmo sendo existencialista.

Maravilhoso este post!

beejos

Rener Brito disse...

Nietzsche é o meu preferido. Gentileza o “maravilhoso”.
Obrigado Essência e Palavras por sua participação.

Um abraço.

Lumenamena disse...

Nietzsche, também meu preferido!
Considera que a força motriz universal de desenvolvimento é a luta pela existência, que se converte em vontade de poder.

Um Abraço,
Lumena

Rener Brito disse...

Lumenamena você me fez lembrar de uma leitura que fiz em gêneses 2:18 quando Deus diz:

“Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele”.

Deus percebe que a vida existencial em sua plenitude, é: amar, compartilha...
Para isto que no inicio Deus criou a mulher. Esta é força motriz a luta não para ser mamado, mas para amar e compartilhar com alguém. É isto que dar sentido a vida e equilibra o espiritual e existencial.
Vontade de poder é para quem estar morto e precisa ser ressuscitado pelo o poder do AMOR.

Um abraço querida.

busquesantidade disse...

Que oração maravilhosa. A verdade a meu ver, ou seja, isto é uma opinião pessoal de uma leiga e muito ignorante quanto a Nietzsche, mas por esta oração, o que posso ler é que ele sabia que era templo de Deus e de Seu Santo Espírito, e era um adorador em Espírito e Verdade, embora nem soubesse disto. Por isto nunca julgar nada e nem ninguém, pois o Deus que tudo sabe e tudo prescruta, conhece todo nosso ser em profundidade. Prá mim, Nietzsche chegou primeiro ao céu que todos nós que ainda estamos vivos, tal qual as prostitutas que nos prescederão no reino. Entende? Pessoas que nunca imaginaríamos salvas, se salvarão primeiro que nós. Aí está a Misericórdia e maravilha de Nosso Deus. Paz e todo bem! Lourdes Dias.

Rener Brito disse...

Disse bem querida Lourdes.

Abraços.
Rener

Vituh disse...

não sou expert naum porém gosto muito de Nietzsche, e realmente nietzche era blasfemo, tende saber se nietzsche matou o deus do homem ou o deus desconhecido ,mesmo assim o cara era "fera" uhahahu ! a e essa oração eu não conhecia muito linda!!!

http://absolutelyhumans.blogspot.com/

Rener Brito disse...

Vituh, observando a oração de Nietzsche percebemos que o “Deus” que ele matou foi o “Deus” psicológico e religioso...

Abraço. E obrigado por seu comentário.
Rener